O que se sabe sobre o acidente com o voo QZ-8501 da AirAsia

A aeronave levava 162 pessoas, de Surabaia, na Indonésia, para Cingapura.

Destroços foram encontrados, nesta terça-feira (30/12/2014), no Mar de Java.

Familiares de passageiros do voo QZ8501 da AirAsia aguardam por notícias sobre
o avião desaparecido, no Aeroporto Internacional Juanda – Foto: Trisnadi/AP

 

1. Qual era a rota do avião?

O voo QZ8501 partiu de Surabaia (segunda maior cidade da Indonésia) às 5h35 de domingo (28, no horário local – 20h20 do sábado no horário de Brasília). E estava previsto para chegar a Cingapura após pouco mais de duas horas de voo. O horário de chegada, sem contar o atraso no embarque, era 8h30 (no horário local – 22h30, no horário de Brasília).

2. Quantas pessoas embarcaram no voo?

Embarcaram 155 passageiros e sete tripulantes (sendo dois pilotos). Entre os passageiros, foram 138 adultos, 16 crianças e um bebê. Quanto às nacionalidades são: Passageiros: 149 indonésios, 3 sul-coreanos, 1 malaio, 1 cingapurense e 1 britânico. Tripulação: 6 indonésios e 1 francês.

3. A tripulação é experiente?

Segundo a AirAsia, o capitão no comando da aeronave tinha 20.537 horas de voo, sendo 6.100 com a AirAsia Indonesia, pilotando um Airbus A320. O chefe de cabine tinha 2.275 horas de voo com a AirAsia Indonesia.

4. Qual é o modelo da aeronave?

Um Airbus A320-200, de prefixo PK-AXC. O avião tinha seis anos e passou pela manutenção de rotina em 16 de novembro de 2014.

5. Quando foi perdido o contato com a aeronave?

As autoridades afirmam que o contato foi perdido por volta das 6h20, cerca de 40 minutos após a decolagem. A AirAsia, em comunicado no Facebook, afirma que a aeronave perdeu o contato com o controle de tráfego aéreo da Indonésia às 7h24 (no horário de Surabaia, às 22h24, no horário de Brasília). A discrepância de horários provavelmente se deve a alguma confusão em relação aos fusos.

6. Quais eram as condições meteorológicas na hora do voo?

Por volta das 6 horas da manhã, a região em que o avião estaria estava com muitas nuvens e uma empresa americana de monitoramento meteorológico detectou muitos raios na área, segundo o NYtimes. O mau tempo é normal nesta época do ano, a estação das monções. Além disso, a Indonésia vive o período mais chuvoso dos últimos 30 anos.

7. Quais foram os últimos contatos dos pilotos?

Antes de sumir nos radares, um dos pilotos entrou em contato com os controladores de voo e pediu permissão para fazer um desvio de rota por conta do mau tempo. Os controladores aprovaram o pedido para desviar a rota para esquerda, mas recusaram o pedido de subir a aeronave, que estava a 32 mil pés (9.700 metros), para 38 mil pés (11.600 metros).

Segundo a CNN, o pedido foi negado porque outra aeronave estava naquela altura. Há a suspeita, por parte das autoridades indonésias, que os pilotos subiram a aeronave mesmo após o pedido ser negado.

8. Onde e como foram encontrados os destroços do avião?

Destroços foram encontrados no Mar de Java por um pescador local. Contatadas as autoridades, helicópteros iniciaram as buscas na região, distante 10 quilômetros do último contato feito pelos pilotos e a torre de comando. Além da fuselagem da aeronave contendo o logo e as cores da AirAsia, alguns corpos foram avistados boiando no local.

A confirmação de que se tratava do voo QZ-8501 veio logo depois, com o anúncio de que cerca de 40 corpos já haviam sido recolhidos do mar.

9. O que disseram envolvidos?

O CEO da AirAsia, Tony Fernandes, por meio de sua conta no Twitter, postou mensagem de pêsames logo após a confirmação do trágico acidente. “Meu coração está coberto de tristeza por todas as famílias envolvidas no QZ-8501. Em nome da AirAsia, minhas condolências a todos. Palavras não podem expressão o tamanho do meu pesar”.

Fonte | Época – Fotos: Reprodução, Site Desastres Aéreos.